20 de fev de 2008

Capítulo I e ½ / Parte 1e ½ de 10

Viveu feliz pra sempre durante longos quarenta minutos de sono profundo. Lutou com um dragão, matou o presidente e acordou transpirando como um suíno a caminho do abate. A farsante apesar de não ter aparecido em seu sonho estava em sua cabeça, perambulando entre as dobras de seu cérebro. Catarinne, Madame Catarinne.

“Como é possível que uma pessoa que viveu três décadas e meia tente aplicar um golpe tão ordinário?”

Nenhum comentário: