24 de out de 2008

Retrospectiva: dead man's hand

12h04min. O reflexo do saloon em chamas no distintivo do xerife berinjela, morto após ingerir (de maneira afobada, cá entre nós) grandes quantidades de azeitona.

1203min. Um tiro. Cartas marcadas (na verdade se tratava de um baralho vagabundo, desses de um e noventa e nove).

«Estavam frente a frente o gatilho mais rápido d’oeste (ou pelo menos o melhor que a cinematografia americana da década de 60 pôde produzir) e o maior trapaceiro que o pôquer já vira (desde George W. Bush, ou seria Aristóteles?).»

12h02min. Do chapéu surrado do jogador caem quatro cartas negras: um par de ases de paus, um oito de espadas e um aviso de suspensão do serviço de energia elétrica por falta de pagamento.

12h00min. As doze badaladas na igreja de San Angelo anunciavam que eram onze horas (acho que o horário de verão afetou meu DVD, merda!).

Caricatura de John Wayne. Por: Sebastian Kruger

9 comentários:

Olhar disse...

Bem engraçada a sua homenagem ao faroeste, rsrsrs...com direito as descrições exatamente da forma como acontecem nos filmes misturado ao seu senso de humor.

Finim disse...

Não entendi muito bem!
O tempo voltando?
rsrs

Desculpa, não entendi mesmo!

Ricardo Thadeu disse...

Considerações sobre esta postagem (aproveita que ‘tá na promoção!)

O título: “dead man's hand” (mão do homem morto) é como ficou conhecida a mão de jogo de Wild Bill Hickok, jogador assinado em 1976 durante uma partida de pôquer.

O enredo: É um joguete entre contagem regressiva e o horário de verão. No título há uma pista disso, “Retrospectiva”, saca? O ambiente é o faroeste, obvio.

A estilística textual: Bom, esta faz jus ao nome do blog.

Karla Hack disse...

Maravilhada!
Adorei a cronologia.. e a história se desenrrolando..
O final foi tão bem humorado que não me resta muito o que comentar...
Amei!

;D

bjus

Zeca Bodão disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

muito bom..

gosteii mas do horario de verão hsahusauhua

e aih o dvd ja voltou ao normal ??

kkkkkkkkkkkkkkkkk


http://zecabodao.blogspot.com/

Evandro disse...

meio confuso, confesso...mas não ficou ilário...

A história se faz. Faça a sua! disse...

Um bocò que nem eu não sabe fazer um comentário à altura, mas mesmo assim, não seria justo deixar "passar em branco". Ao menos posso dizer que achei muito bom. Como se diz no baianês, achei "porreta"! "Tu é o cão chupando manga"!

Caio Rudá disse...

Poderia ir para no Elefante tronquilamente...

fabiana disse...

Interessante - melhor ainda com as considerações do autor.
(por sinal, eu gosto do horário de verão, mas faroeste... hum).