29 de nov de 2008

Crônicas de Greenwich – As cartas de Charles para Zefyrus I

Caro Zefyrus,

Eduard fez o favor de me deixar informado sobre dos últimos acontecimentos, ela era uma vadia a Katrina, mesmo assim receba minhas sinceras condolências. Acredito que fiquei distante por demasiado tempo, as coisas fugiram do meu controle. Aconteça o que acontecer não saia do hall 75, aí é o único lugar seguro no momento, apesar da escassez de água e dos ratos-quase-cavalos.

Manterei contato.

Charles

4 comentários:

Arthur Santana disse...

uaheuaheuhauehuaheuhauhauheuah
'ratos quase cavalos'! =pp

senti falta de um final...gostei da escrita...vou ler o i want you bad pra ver se prefiro...

--
wwww.moolegal.wordpress.com

Victor Moraes, disse...

confesso que não li outros texto e não conheço o contexto.
Mas um breve texto com palavras certas nos faz prender a respiração por instantes...
e termino dizendo: hum!?

Caio Rudá disse...

Fly away on my zephyr...

fabiana disse...

o nonsense é MUITO bom.
Por sinal, matei um rato-quase-cavalo essa semana. São poderosos, esses.