15 de dez de 2008

Prelúdio do verão

a primavera morta apodrece,
pétalas morimbundas.
(pedaços de alma)
plantadas sob sete palmos.
foi-se a flor, foi-se o cheiro
restam as noites suarentas
e os inquilinos da enchente,
desabrigados.

2 comentários:

Rosangela A. Santos disse...

Não entendi oq ealmente quis dizer.. desculpa a falta de sensibilidade.. rsrs

Mas é bem riste!!

Ricardo Thadeu disse...

Não entendi o que você quis dizer. Desculpe-me por eu ser alfabetizado.