20 de jan de 2009

Apenas uma nobre injúria

Vivo, 
sou um poeta vivo
Os mortos
estão no filme do Robin Willians
ou petrificados na praia de Copacabana

e Eu, lírico,
com minha anti-poesia, 
serei algum dia (quiçá)
adubo de outros versos.

O Poeta Viageiro, Gustave Moreau

13 comentários:

Vitor Augusto disse...

:O
muito massa

Carioca disse...

poetas serao sempre poetas, vivos, mortos ou em transito em os 2 estados. otimo blog.

http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

blog disse...

Mas um poema é sempre adubo de outro mesmo.
Assim como homens nascem de homens, poemas nascem de poemas.
É a tal intertextualidade.

Valeu.


Ipsis Litteris

fabiana disse...

muito bom!
Seu eu-lírico manda bem, a contar com a visão do meu eu-leitor ;-)
E é verdade, você já é adubo - se não, eu nem tava aqui.

grupo gauche disse...

sempre que veio aqui acho a combinação da imagem com o poema perfeito

Ricardo Thadeu disse...

"Eus" fico feliz por isso, fabiana.

Silvestre Gavinha disse...

Pois é, poeta é poeta. Vivo aduba versos de outros versos e é adubado na mesma sanha.
Morto é adubo também. Triste sina.
Feliz retorno.
Marie

Eric Haruo disse...

quadro perfeito
*-*

Janes William disse...

Cádu!
Anti-poesia, meu velho??!!
Dá até impressão que existe regra pra poesia... Se vc colocar todo seu coração na poesia, será para os outros adubo, fertilizante, bactericida e tudo o que for necessário para que os frutos sejam deliciosos e saudáveis.
J.W.

Gabriela Gomes disse...

Nunca imaginei que iria agradecer por uns palavrões. (lá no meu blog)

Obrigada! :)

Beijo.

Georgio Rios disse...

SEu Rucardo, A poesia tá solta na cachola,arruma isso em livro meu camarada!!!Parabéns e sobre o cd Já falamos com Daniel,Eu e Caio.Apareça para os detalhes...

Caio Rudá disse...

Que biito, minino.

Ainda que não merda, és um adubo e tanto...

Marcus Batalha disse...

Adubo? como é possível se a pesia não morre? Se a obra existe, o criador perdura.
Cazuza disse: "... o poeta estavivo.." e os gritos de Victor ainda ressoam: "Ele está vivo, Igor! VIVO!"

Sucesso!