25 de jan de 2009

L. S. Maxwell – Caso 3

Sou detetive particular e há três meses atrás fui contratado para investigar a morte de John W. Sunday, um multimilionário criador de lactobacilos vivos. Descobri que a sua viúva, a gostosa, digo, a formidável Monique Sunday perdeu boa parte do Império do Iorgute em um jogo de palitinho por telefone. Tudo que lhe sobrou foi uma mísera mansão do tamanho do estado do Texas, cem milhões de dólares, um chihuahua e um canivete suíço de valor sentimental.
Apelei para o meu charme irresistível a fim de descobrir se a Sra. Sunday tinha apagado o velho para herdar a bufunfa. Descobri que se Uma linda mulher fosse estrelado por Monique Sunday seria apenas um documentário. Além disso a madame enterrou doze desafortunados, fora os esqueletos no armário.
Conclusão: John Sunday se matou e caso encerrado.

The Grand Odalisque, Ingres

8 comentários:

Gabriel G. disse...

Bom texto, escreve bem

Domingos Barroso disse...

Rapaz, teu humor ferino, conciso, inebriante, lembra-me os melhores pensadores do mundo cult - quando para não perderem a lombra escreviam rápido e de supetão.
Vou te acompanhar.
Tua sagacidade é necessária.
Abraços.

fabiana disse...

hahahaha - e qual foi a arma do crime - o canivete suíço? iogurte estragado?
Difícil escolher o melhor caso...

Ana Lucia Nicolau disse...

concordo com o Domingos (dois comentários acima) gostei muito do caso

!Theo disse...

Ai, cara! Sou do Sem Sobrenome. Gostei do teu blog e aceitamos a parceria. Envie-nos um novo comentário para trocarmos banners. Abraços. Deus te abençoe, brother.

Rac'Meg Uvymer disse...

Feito. Ótimo texto, aliás.

Deka Silva disse...

Que investigação hein!

Tem selo pra você no .Sem Gorduras Trans.!

K.Rafael disse...

O coração, digo, a safadeza faloumais alto quea razão! uheauheauheuaheuahe