31 de jan de 2009

L.S. Maxwell - Caso 6

Sou detetive particular e meses atrás fui contratado pelo Super Homem para investigar o repentino esvaecimento dos seus poderes. Os estoques de criptonita no universo acabaram, logo a culpa não era da única fraqueza do homem de aço. Porém, os hábitos do senhor Kent não eram mais dos melhores. Além de tomar mais bombas que Bagdá, ele escovava os dentes com palhas de aço, bochechava com gasolina e depois fumava dinamites.
Conheci nesse meio tempo a gostosa, digo, a adorável L. J. Lane-Kent, mulher do homem anabolizante, quer dizer, do Sr. C. Kent. A mulher era tão atraente que para não ser incomodada durante o banho usava burca. Desvendei o caso no momento em que vi sobre a mesa um par de óculos cujas lentes eram tão grossas que seu usufrutuário veria pessoas acenando caso olhasse um mapa.

L'Odalisque, Henri Adriene Tanoux 

6 comentários:

Hora de Baixar disse...

Parabéns textos bem legais.

Domingos Barroso disse...

Rapaz, não perca o prumo.
Não deixe a peteca cair.
Escreva e reescreva e torne ainda mais límpido e sarcástico o seu caso.
Estou acostumando-me ao seguinte sempre o melhor (o que não aconteceu - aos meus míopes olhos - com o caso 6 em relação ao caso 5).Instigo-lhe.

Avante -
o caso 7, por favor.
Abraços.

fabiana disse...

"Além de tomar mais bombas que Bagdá, ele escovava os dentes com palhas de aço, bochechava com gasolina e depois fumava dinamites."
Super homem moderno...:)

Ricardo Thadeu disse...

Confesso que este caso foi um tanto… armengado.
Estou escrevendo o caso 7 lavando comigo a sua crítica, Domingos.


fabi

Obrigado pela visita e pela amizade.


Hora de Baixar

Bem vindo a bordo!

Paloma Piragibe - PP; doisP; doisps disse...

já tinha lido esse e nçao comentado....

adorei! criatividade e talento de sobra, viu?! mundo do blog precisa disso... e muito!

sucesso pra você!

www.doisps.blogspot.com

K.Rafael disse...

Cara, esse foi foda, eu sempre quis fazer algodiferente no meublog, mas nunca me passou pela cabeça algo como um detetive. O texto é pequeno, irónico e não é cansativo, sem contar que é engraçado. Não perde essa "manha" que tu tem não!