22 de fev de 2009

L.S.Maxwell - Caso 1 (segunda temporada)

Sou detetive particular e fui contratado para investigar o sumiço do escravo, digo, do operário da construção civil Harry Greenhouse. A mulher do Sr. Greenhouse, Margaret M. Greenhouse, não era uma mulher muito inteligente, visto que aos dez anos tirou zero em exame de fezes. Aliás, investigar a vida escolar do casal Greenhouse me fez perceber que não sou tão desinteligente assim, afinal eu terminei a segunda série com louvor.
Dirigi-me a casa onde morava Harry para fazer averiguações. Espantei-me ao ver a Sra. Greenhouse pondo um seio numa das bocas do fogão com o intuito de esquentar o leite de Harry Greenhouse Junior, seu filho. Conversei com a mulher e matei o caso no ato. Margaret pediu ao marido como presente de aniversário algo vermelho e que fosse de zero e cem em cinco segundos; ele lhe deu uma balança avermelhada e cinco pesos, de dez quilos cada. Desde então ele, o Harry, está sumido.

 Horse Hair, da canadense Ashley Hope

6 comentários:

bielzito invadindo geral disse...

nóssa mt show show seu blog cara....parabens fuçarei aki mais vezes abç.

яคpнค disse...

parece q peguei o bonde andando...
mesmo assim achei mto hilario esse seu detetive.

Abç

BOOKMANIA disse...

hehee... divertido

Georgio Rios disse...

Cara O Alastor conseguiu soltar o cara, que bom mesmo, longa vida a temporadaII do Max

fabiana disse...

Você deu uma ótima idéia pro meu próximo aniversário, caso EU não ganhe o presente vermelho certo...
hehehehe
sempre bom!
Bjs

Siento que me miran de cerca disse...

Seus contos são totalmente contrários aos mesmo, e gosto disso justamente porque me causam uma nova senssação, de riso, de alegria.
Como sempre continuo adorando o humor.