2 de mar de 2009

L.S. Maxwell - Caso 3 (segunda temporada)

Sou detetive particular e fui contratado pelo astro do football John War, para investigar a misteriosa morte de sua noiva, a gostosa, digo, a indefectível Grace K. Plant. John, quarterback dos Idiots de Smallville, ficou conhecido como The best man (o homem besta, em idioma galês antigo) depois que fez cento e quarenta touchdowns seguidos, em uma só partida. A adorável Grace, sua noiva, era líder de torcida dos Idiots e ganhara o título de líder mais vadia, quer dizer, mais dada da Liga. Era um casal perfeito, se não considerarmos, é claro, que a senhorita Plant não agüentava mais as constantes falhas de John na hora H. Pobre John, vítima do mercado paralelo de anabolizantes falsificados.
Fui até a moita de cimento, digo, o Motel La Plata para dar uma espiada na cena do crime. Grace foi encontrada no banheiro da suíte máster. Abri a porta do cômodo e me deparei uma frase, escrita com batom no espelho acima do lavabo: “A prática leva à perfeição. Exceto na roleta russa”. Essas talvez tenham sido as ultimas palavras de Grace.

La Musa, Pablo Picasso

2 comentários:

fabiana disse...

adorei adorei adorei adorei

Silvestre Gavinha disse...

L.S.Maxwell, cada vez melhor. Roleta russa para Grace, ele salta tambor de 38.
Grande.
Marie