4 de abr de 2009

5ª sinfonia

a águia mira o ladrão atira a galinha bota a bota calça a calça rasga o cachorro late o menino bate a puta fode o político rouba o et abduz a procissão conduz o bem amado o jornal falado mente a mente engana o banco tem grana a grana acaba a conta chega a comida queima a cama range ranger de dentes e os mosquitos tão beethovens fazem sinfonia no meu ouvido

Sono, Salvador Dalí

3 comentários:

Batom e poesias disse...

Descobri sua casa através de um seguidor comum.

Que surpresa encontrei...

Lindo poema acima e oportuno comentário abaixo.

Adorei o texto do seu perfil: "o resto são aspas".

Estarei seguindo você.

Passe pela minha casinha também.

Parabéns pelos seus escritos.

Rossana

----- Jennifer ----- disse...

seu blog é muito bom.............

JIVM disse...

Gostei da sua sinfonia.