6 de set de 2009

Cordilheira XXII

Na esquina, espero
uma casa feita
de esmero,
uma conta perfeita:
igual a zero.



Imagem: ABC Minors de Peter Blake

4 comentários:

Palatus disse...

Igual a "dois" também.rsrs

Gosto do jeito certeiro de fazer poesia curta e não-grossa, digo, fina!

Valeu pela visita!
Inté breve!

Palatus disse...

Ah, sou teu seguidor 50!

Renata de Aragão Lopes disse...

Lembrou-me aquela canção:
"mas era feita
com muito esmero,
na rua das bobos,
número zero!"

Saudade da infância
- que a mim não abandonou! : )

Um beijo,
doce de lira

lupeu lacerda disse...

a conta que procuro
que quero
o grande
o magnífico
zero.

sempre voando. muito bom.